quarta-feira, 11 de maio de 2011

Eu sou Um...


Eu sou Um
Duplo em imagem
Trino em manifestação
Eu desci dos céus directamente em sacrifício de mim mesmo,
em nome do retorno.

Eu sou a luz e o portador da luz
Eu sou a serpente enroscada na árvore
Eu me revelo no seu tronco com luz e fogo
Em minhas curvas está o mistério da redenção.

E o conhecimento de mim é o conhecimento do caminho
Mas deveis ver além de mim
Do contrário verás apenas distinção na coisa mesma
pois ali reside o mistério do véu que é ele mesmo.

No primeiro estágio eu seguro o archote
No segundo, eu sou a própria luz
No terceiro, tu me abandonas.

Pois não há distinção entre tu e o pai
Onde meu caminho é finito

Eu desci de minha glória para salvar o homem
Tira-lo da inocência da não existência
E eleva-lo aos céus, em dois.

Pois duplo é o aspecto
E o verdadeiro casamento de Adão e Eva celebrou-se diante de mim!

Eu libertei tua raça, ó homem!
Em verdade, tua liberdade é a minha liberdade!

Quando desci, eu gerei o universo tal qual tu desconheces;
Meu descenso velou o Sagrado e criou a busca.

Sou a divina centelha que habita em ti:
Dentro de ti, sou a vida;
fora, sou o caminho;
no Todo, sou a luz da verdade

Minhas mãos estão estendidas a ti!
Te recebo, te levo, te guio.
Sou teu até o momento em que me libertarás,
e através de ti finalmente serei, novamente,
Um e Deus.


Autor desconhecido

1 comentário:

  1. Que legal essa. é tao completa e tão meiga a leitura... gostei muito!

    ResponderEliminar