quinta-feira, 8 de maio de 2014

Forasteiro



Para os pensadores, sou anarquista
para os anarquistas, sou muito certinho
Para os gnósticos, sou um budista
para os budistas, sou um gnóstico
Para os crentes, sou um cético
para os céticos, sou maluco
Para os meus filhos, sou criança
para os meus pais, sempre vou ser
Para os que me acompanham, sou de improviso
para os imprevistos, sou preparado
No fundo, não sou deste lugar.
E sempre fico pensando:
Que falta faz andar pelos caminhos asfaltados por outros
para poder falar-lhes em seu próprio idioma...



autor: Roger Alves

Sem comentários:

Enviar um comentário